EVANGELIZAR.

NESTE BLOG DISPONIBILIZAMOS MENSAGENS CRISTÃS SEGUNDO A BIBLIA. FALAMOS DOS ESTATUTOS DO REINO DE DEUS.

sexta-feira, 30 de junho de 2017

AMAR COM O PENSAMENTO

"Ora, pois, já que Cristo padeceu por nós na carne, armai-vos também vós com este mesmo pensamento, que aquele que padeceu na carne já cessou do pecado." (1 Pedro 4:1)

 Cristo veio em carne, sofreu todo tipo de humilhação e morreu em nosso lugar, para nos dar vida, para que pudéssemos ser livres da acusação do fardo do pecado. Devemos ter a consciência do sacrifício de Jesus em nosso favor e lembrar que Ele levou todos os nossos males, portanto não podemos ir em busca de novos sofrimentos, porque todas as vezes que Lhe desobedecemos, que praticamos pecados, estamos buscando sofrimentos e dores para nós. Temos que assumir a sua morte, porque, se Ele morreu por nós, então estamos mortos para o pecado, assim o pecado não pode imperar, não pode dominar. A morte não tem poder, porque Cristo a venceu, mas, se ela ainda está comandando as nossas vidas, é porque não assumimos a morte de Jesus. Todos os nossos sofrimentos advêm do pecado, e os únicos responsáveis pelas nossas dores e sofrimentos somos nós mesmos, porque Jesus já nos libertou de todos. Jesus já levou todas as nossas enfermidades, mas ainda vemos muitas pessoas enfermas. "Para que se cumprisse o que fora dito pelo profeta Isaías, que diz: Ele tomou sobre si as nossas enfermidades, e levou as nossas doenças." (Mateus 8:17). Não existe motivo para ninguém padecer com qualquer enfermidade a não ser o pecado, pois somente a pessoa é a responsável, uma vez que já somos libertos pelo Senhor. Quando reconhecemos o Sacrifício da Cruz, aceitamos a morte de Jesus, aceitamos a nossa morte para o pecado, para a nossa vontade carnal, então somos livres de tudo e de toda enfermidade, mas somente quando reconhecemos essa morte, quando entendemos que a vida está em Jesus e que, para a recebermos, temos que viver Nele. "Para que, no tempo que vos resta na carne, não vivais mais segundo as concupiscências dos homens, mas segundo a vontade de Deus." (1 Pedro 4;2). Não sabemos quando será o momento da nossa partida. Todos nós estamos em uma longa, extensa fila, e somos chamados não por idade ou outra escolha qualquer. Se formos chamados agora, para onde iremos, será que estamos vivendo realmente de acordo com a Palavra de Deus? Porque, caso contrário, iremos padecer por toda a eternidade. Vamos aproveitar o nosso tempo aqui para viver a morte de Cristo, e assim termos vida aqui e sempre.
 "Porque é bastante que no tempo passado da vida fizéssemos a vontade dos gentios, andando em dissoluções, concupiscências, borrachices, glutonarias, bebedices e abomináveis idolatrias." (1 Pedro 4:3). No passado, antes de conhecermos o Evangelho, antes de conhecermos Cristo, andávamos em todos os tipos de pecados. Não falo antes de frequentar uma igreja denominacional, digo antes de conhecer o Senhor, porque, a bem da verdade, são muitos os que estão dentro de templos e continuam nos erros e pecados. São muitos os que, apesar de estarem em um interior de um templo, até mesmo no altar, nos púlpitos, continuam fazendo a vontade da carne, continuam se submetendo ao pecado. Mas, quando a pessoa conhece realmente o Senhor, ela tem temor e tremor, ou seja, não se permite o pecado, tem medo de errar. Mas, agora, sabendo quem é o Senhor, reconhecendo que Ele sofreu e morreu por nossa causa, não mais aceitemos o erro e o pecado. Não se pode falar em amor a Deus, se praticamos pecados, se Lhe desobedecemos, porque amar Deus é obedecer. "E acham estranho não correrdes com eles no mesmo desenfreamento de dissolução, blasfemando de vós."(1 Pedro 4:40). Aqueles que acham que podem continuar nos erros, que podem viver atendendo a vontade da carne, os que vivem em paixões loucas, os que se preocupam exclusivamente em viver segundo as normas do mundo, estão indo a passos largos para o sofrimento e morte eterna. Os que vivem dentro de templos, mas que continuam nos erros ou ensinando a mentira, o engano, ou se omitindo da verdade, com certeza nunca conheceram o Senhor. Portanto, eles não podem ser nossos companheiros, não podem ser nossos amigos, irmãos, porque simplesmente estão rindo do sofrimento e morte de Cristo. Não se pode ter inveja deles porque estão indo para a morte, além de buscarem todos os tipos de dores e sofrimentos aqui. " Os quais hão de dar conta ao que está preparado para julgar os vivos e os mortos."(1 Pedro 4:5).Todos esses rebeldes, conhecedores ou não da Palavra de Deus, irão prestar contas ao Senhor, que não mais será advogado, mas simplesmente Juiz. Assim, os que teimam em viver o mundo, no mundo, desfrutando de prazeres, buscando, almejando as coisas perecíveis, também perecerão. Assumir a morte de Cristo é morrer para mundo e as suas concupiscências.
 "Porque por isto foi pregado o Evangelho também aos mortos, para que, na verdade, fossem julgados segundo os homens na carne, mas vivessem segundo Deus em espírito; E já está próximo o fim de todas as coisas; portanto sede sóbrios e vigiai em oração."(1 Pedro 4:6-7). Porque por isso, a razão é expressa adiante, na frase que começa com "para que" não tem ligação com o versículo anterior. Foi pregado aos mortos. Essa pregação foi um acontecimento passado, a pessoas que então viviam, mas já estavam mortas nos dias do autor da carta. Não haverá oportunidade para as pessoas serem salvas após a morte, como vemos em Hebreus (9:27). O Evangelho é pregado às pessoas nesta vida para que, mediante a morte de Cristo, recebam julgamento agora e evitem o juízo vindouro. Portanto, devemos atentar para não haver entendimento ou interpretação errada. Temos que viver pautados pela Palavra de Deus, porque por ela seremos julgados, uma vez que Cristo é o Verbo, é a Palavra. "Mas, sobretudo, tende ardente amor uns para com os outros; porque o amor cobrirá a multidão de pecados." (1 Pedro 4). Viver a Palavra de Deus é viver em amor, é praticar o amor, porque Deus é Amor. Jesus deixou somente dois mandamentos para nós, que é amar a Deus e ao próximo. Ter ardente amor uns para com os outros é sempre buscar o melhor para o próximo, querer que o próximo desfrute das abundâncias do Senhor. Não se pode concordar com o que o mundo denomina amor, porque isso é um sentimento carnal, destrutivo. O que o mundo chama de amor é concordante com o pecado, é colocar o ser humano em uma posição inferior aos animais irracionais. Quem ama confronta o pecado e não o tolera só para agradar a ninguém, não aceita o viver desregrado de alguém porque essa pessoa se diz feliz. Todo o tempo pregamos o amor, falamos de Jesus, ensinamos o que é o verdadeiro amor. Quem ama um animal mais do que seu próximo não conhece o Senhor, porque nenhum animal será submetido ao julgamento, a juízo, somente nós, e seremos punidos por não termos amado o próximo, por não termos confrontado o pecado. Amar é viver segundo o amor, que é Jesus. "Sendo hospitaleiros uns para com os outros, sem murmurações, Cada um administre aos outros o dom como o recebeu, como bons despenseiros da multiforme graça de Deus." (1 Pedro 4:9-10).Temos que amar o próximo, socorrer, atender a todos os que necessitam, temos que apresentar o Evangelho de Jesus Cristo em palavras, mas muito mais pela nossa maneira de agir. Temos que, através das nossas ações, conduzir muitos à presença do Senhor. Amar é sempre procurar conduzir todos a Deus. Temos o maior exemplo de amor, que foi Jesus, que morreu por todos nós, e, portanto, como mortos Nele, façamos a nossa parte. "Se alguém falar, fale segundo as Palavras de Deus; se alguém administrar, administre segundo o Poder que Deus dá; para que em tudo Deus seja glorificado por Jesus Cristo, a quem pertence a glória e poder para todo o sempre. Amém."(1 Pedro 4:1). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 29 de junho de 2017

A NOSSA SEGURANÇA

"Resta, irmãos meus, que vos regozijeis no Senhor. Não me aborreço de escrever-vos as mesmas coisas, e é segurança para vós." (Filipenses 3:1)

 Não é cansativo escrever quase sempre a mesma coisa, porque sabemos que o que falamos, escrevemos é a Palavra de Deus. Nosso objetivo é admoestar, exortar, é conduzir todos ao conhecimento de Deus, somente por Ele podemos alcançar a vida vindoura, porque somente vivendo segundo as ordenanças do Senhor alcançaremos a salvação em Cristo Jesus. A nossa segurança está no Senhor, e muitos têm estado longe da segurança, não por vontade própria, ou desejo, ou sentimento de rebeldias, mas simplesmente por desconhecer. Infelizmente, muitos têm errado, permanecido nos erros por causa dos falsos mestres, dos ensinos estranhos que abundam nos templos modernos. O que vemos hoje é um mundanismo ensinado e vivido nos templos denominados evangélicos. Muitas pessoas têm buscado a verdade, buscado o Senhor, mas, no meio da caminhada, são ludibriadas, enganadas e conduzidas para caminhos diferentes. Isto porque os mestres, os líderes dos templos estão as afastando da presença do Senhor. Por isso não cansemos de repetir, exortar para que todos leiam, meditem na Palavra de Deus e a coloquem em prática. "Ora, estes foram mais nobres do que os que estavam em Tessalônica, porque de bom grado receberam a palavra, examinando cada dia nas Escrituras se estas coisas eram assim." (Atos 17:11).Sejamos como os cristãos de Beréia que ouviam a pregação, mas examinavam nas Escrituras, conferiam para ver se realmente estava de acordo o que se estava falando. Não sejamos emotivos, não fiquemos concordando com tudo o que se fala, não fiquemos falando amém para tudo, porque pode-se estar concordando com o erro, com o pecado, com o diabo, com o amém dito precipitadamente. Amém quer dizer assim seja, é concordância, e muitos estão dizendo sem nem mesmo compreender o que o pregador está falando. Exortemos sempre, alertemos para que sejam cristãos sábios, maduros, inteligentes, que pratiquem uma fé pura e verdadeira. Fujam do engano, porque não é por falar, ou citar o Nome do Senhor, que realmente se é do Senhor. Muitos estão usando o nome do Senhor para cometer erros e falcatruas. O nome do Senhor é enlameado, e o diabo o tem usado para extraviar as ovelhas do Senhor. Não é por se estar em um púlpito de um templo de nome evangélico que realmente se é do Senhor.
 "Guardai-vos dos cães, guardai-vos dos maus obreiros, guardai-vos da circuncisão." (Filipenses 3:2). Palavra dura em referência aos adversários de Paulo, demonstrando a oposição agressiva deles ao Evangelho e a gravidade dessa heresia, com resultados destrutivos e devoradores. O mesmo se aplica hoje a tantos que pregam e ensinam um evangelho diferente, uma mentira, um engano, os ensinos fracos, corrompidos, de uma teologia barata, destrutiva, miserável, condutora à morte. Sim, pregam e ensinam emoção, falam em bênçãos, prosperidade, riquezas, ofertas, sacrifício, tudo o que Jesus pregou contra. Não se fala em santidade, em conversão legítima, em abandono de pecado, não se busca a salvação. O aceitar Jesus como seu salvador é como entrar em um clube, aderir a um grupo somente, onde basta ir à frente, levantar a mão e dizer que aceita. Ir todo o resto cantar e bater palmas, e o pregador faz uma oração repetitiva decorada e pronta. O batismo é somente um banho de piscina ou rio, e a pessoa sai e volta aos pecados. O compromisso não é mais com o Senhor, mas com o templo, com a denominação em ir sempre ofertar, dizimar, cantar e participar de campanhas. Falam em orações, campanhas, montes, mas não vemos Poder de Deus. Temos que fugir, correr desses falsos cristãos, desses mentirosos, enganadores, desses cães. Quando aceitamos e participamos desses eventos, mesmo sabendo que é errado, estamos errando mais ainda, pois estamos contribuindo para a divulgação e propagação de heresias, e pagaremos por isso, pela nossa conivência."Mas agora vos escrevi que não vos associeis com aquele que, dizendo-se irmão, for devasso, ou avarento, ou idólatra, ou maldizente, ou beberrão, ou roubador; com o tal nem ainda comais." (1Corintios 5:11). Não existem desculpas para que participemos ou concordemos com o erro, somos luzes e não há comunhão da luz com as trevas. Os vários ensinos hoje apregoados nos templos têm que ser examinados à luz da Palavra, e, se não estivermos de acordo, não podemos aceitar, porque não são boas intenções que conduzem à salvação, mas a prática do Evangelho, a santidade, a obediência. Não é por se fantasiar de crente que alguém realmente o é, não podemos esquecer que o nosso adversário se disfarça de anjo de luz. Façamos questão de alertar a todos, pois é nossa obrigação, somos chamados para sermos luzes, para vivermos, ensinarmos a verdade todo o tempo e sem medo das trevas.
 "Porque a circuncisão somos nós, que servimos a Deus em espírito, e nos gloriamos em Jesus Cristo, e não confiamos na carne." (Filipenses 3:3). Ser crentes, ser discípulos de Jesus, servos do Senhor, somos nós que procuramos viver sempre de acordo com o Evangelho, que tememos errar, buscamos a santidade, fugimos dos pecados, e não nos permitimos satisfazer as vontades da carne. Procuramos sempre viver em espírito, analisamos tudo de maneira espiritual com medo de errar, de pecar contra o Senhor. Não buscamos riquezas nem agradar ninguém, mas ao Senhor, queremos ser reconhecidos por Ele como filhos obedientes. Não são títulos eclesiásticos, ou cursos teológicos, nem a grandiosidade do templo, muito menos o tempo de igreja que nos transforma em cristãos. Não são nossas ofertas, nem campanhas, nem por subirmos a montes, mas pela obediência à Palavra de Deus. Temor é ter medo de errar, de desobedecer, de pecar, é ter como objetivo agradar a Deus. "Ainda que também podia confiar na carne; se algum outro cuida que pode confiar na carne, ainda mais eu: Circuncidado ao oitavo dia, da linhagem de Israel, da tribo de Benjamim, hebreu de hebreus; segundo a lei, fui fariseu; Segundo o zelo, perseguidor da igreja, segundo a justiça que há na lei, irrepreensível. Mas o que para mim era ganho reputei-o perda por Cristo."(Filipenses 3:4-7). Por mais espirituais que sejamos, por mais experiências que tenhamos com o Senhor, jamais poderemos falar que já vencemos, que estamos salvos, porque a salvação se vive todos os dias, se busca de maneira incansável, porque podemos perdê-la em um minuto. "Mas, desviando-se o justo da sua justiça, e cometendo a iniquidade, fazendo conforme todas as abominações que faz o ímpio, porventura viverá? De todas as justiças que tiver feito não se fará memória; na sua transgressão com que transgrediu, e no seu pecado com que pecou, neles morrerá." (Ezequiel 18;24). Mais ainda:"Tu, pois, filho do homem, dize aos filhos do teu povo: A justiça do justo não o livrará no dia da sua transgressão; e, quanto à impiedade do ímpio, não cairá por ela, no dia em que se converter da sua impiedade; nem o justo poderá viver pela sua justiça no dia em que pecar."(Ezequiel 33:12). Assim, pois, não existe essa história de que, uma vez salvo, salvo para sempre, mas que sejamos crentes todos os dias das nossas vidas para que tenhamos vida. Assim andemos em espírito e vigiemos, corramos dos pecados e dos falsos irmãos, pois esses são os cães raivosos que com as suas babas e mordidas matam a todos os que estão próximos. Não falemos que somos melhores do que ninguém, ao contrário, tenhamos consciência da nossa fraqueza e por isso procuremos viver o Evangelho, pregar a verdade, pois é nossa obrigação. Temos que ser luzes e iluminar o caminho dos que estão em trevas. "E, na verdade, tenho também por perda todas as coisas, pela excelência do conhecimento de Cristo Jesus, meu Senhor; pelo qual sofri a perda de todas estas coisas, e as considero como escória, para que possa ganhar a Cristo" (Filipenses 3:8). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique Lino
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quarta-feira, 28 de junho de 2017

ANTECIPANDO

"E de Mileto mandou a Éfeso, a chamar os anciãos da igreja. E, logo que chegaram junto dele, disse-lhes: Vós bem sabeis, desde o primeiro dia em que entrei na Ásia, como em todo esse tempo me portei no meio de vós." (Atos 20:17-18)

 Paulo mandou chamar a liderança da igreja em Éfeso para se despedir e apresentar uma prestação de contas. Quando a Bíblia cita anciãos, quer dizer presbíteros, supervisores de igrejas, pastores, os responsáveis por cuidarem do rebanho do Senhor. Portanto, o apóstolo Paulo mandou chamar os pastores responsáveis pela igreja de Éfeso com o objetivo de se despedir. Assim os lembra da sua conduta e maneira de agir durante o tempo em que esteve com eles, porque o intento é que eles prossigam pregando, ensinando a mensagem que Paulo sempre ensinou. Esse apóstolo, que tinha compromisso exclusivamente com o Evangelho de Jesus Cristo, sabia que, com o tempo, a igreja iria se corromper, e que falsas doutrinas, falsos ensinos iriam ser ministrados, mas mesmo assim ele faz questão de alertá-los. "Servindo ao Senhor com toda a humildade, e com muitas lágrimas e tentações, que pelas ciladas dos judeus me sobrevieram;Como nada, que útil seja, deixei de vos anunciar, e ensinar publicamente e pelas casas." (Atos 20:19-20). Paulo lembra que, durante o tempo em que lá ficou, estava a serviço do Senhor, servia ao Senhor e não a homens. Apesar das perseguições, das acusações infundadas, das inúmeras dificuldades que enfrentou, não deixou de pregar, ensinar o Evangelho. Lembra que os judeus armaram inúmeras ciladas para ele, e foi com humildade e muita perseverança, fugindo das tentações, que ele cumpriu a sua missão para com eles, segundo a determinação do Senhor. Paulo não está fazendo essa declaração em forma de queixa, muito pelo contrário, mas mostrando como se devem portar os verdadeiros homens de Deus, os que realmente são chamados para esse ministério. Assim sabemos que são normais, naturais as perseguições aos que realmente pregam, ensinam o Evangelho de Jesus Cristo, aos que pregam e defendem a Verdade. Os falsos irmãos, que não buscam o Senhor, mas emoções, bênçãos, ou locais para animação, reuniões e convívio, que não estão convertidos e não querem ser, esses acusam, denigrem, fazendo com que os homens de Deus sejam pessoas solitárias que têm como amigo somente o Pai.
 "Testificando, tanto aos judeus como aos gregos, a conversão a Deus, e a fé em nosso Senhor Jesus Cristo." (Atos 20:21). Paulo testemunhava sua conversão ao Senhor, o que ele fazia para todos e em todos os lugares, a sua conversa era sempre mostrando o Poder de Deus, a sua misericórdia e seu amor. Não vemos Paulo preocupado com coisas materiais, mas o vemos sempre preocupado em fazer a vontade de Deus. Mas ele sabia o que iria acontecer: a corrupção da igreja, e isso se expandiu por todo o mundo, as doutrinas falsas, as heresias, as pregações mentirosas, em que citam o nome do Senhor, mas fazem e ensinam tudo contrário a Ele. Paulo, o maior pregador do Novo Testamento, o que mais missões fez, também foi o mais perseguido. Esse homem, que tinha intimidades com o Senhor, inclusive, foi o único que foi ao terceiro céu em vida, e Deus lhe mostrou o Paraíso, foi também o que mais foi perseguido, e submetido a todo tipo de sofrimento. O único que sofreu mais do que Paulo foi o Senhor, que sofreu por todos nós, e morreu para nos dar a salvação, cuja carne foi moída para levar todas as enfermidades. Paulo não vivia correndo atrás de bênçãos e nem reclamando das lutas e sofrimento, ao contrário, ele tinha consciência do que viria. Ele sabia que tinha grandes sofrimentos para enfrentar, mas ele permanecia firme em direção ao seu alvo. "E agora, eis que, ligado eu pelo Espírito, vou para Jerusalém, não sabendo o que lá me há de acontecer, Senão o que o Espírito Santo de cidade em cidade me revela, dizendo que me esperam prisões e tribulações." (Atos 20:22-23). Deus, através do Espírito Santo, já lhe tinha mostrado que os sofrimentos dele tendiam a piorar, que iria para Jerusalém e que iria ser preso. Paulo foi um discípulo legítimo de Jesus, pois, assim como Cristo, sabia tudo o que ia lhe acontecer e não fugiu da sua missão em obediência ao Pai e amor a nós. Paulo também sabia que ia para Jerusalém e que a prisão o aguardava, mas ele tinha consciência de que era para honrar, glorificar o Nome do Senhor. Mas como a igreja se corrompeu, os pastores de hoje, da nossa atualidade, não se permitem passar por lutas, por sofrimentos, e reagem, oram a Deus reclamando, e usam parte da Bíblia para dizer que não podem passar por lutas, porque Deus tem o melhor para elas. Querem servir ao Senhor, mas com conforto, com luxo, e não se permitem nenhuma tribulação, reagem a ela com violência, com protestos, com certeza não são discípulos de Jesus, porque temos a promessa de Jesus de que os seus discípulos legítimos, verdadeiros, os pregadores do seu Evangelho seriam perseguidos, passariam por lutas.
 "Mas de nada faço questão, nem tenho a minha vida por preciosa, contanto que cumpra com alegria a minha carreira, e o ministério que recebi do Senhor Jesus, para dar testemunho do Evangelho da Graça de Deus." (Atos 20:24). A preocupação desse abnegado servo de Deus era exatamente cumprir a sua missão, e não se importava com mais nada. A sua preocupação era falar do Evangelho, era falar de salvação e do amor imenso do Senhor. Mas como a igreja se corrompeu e hoje as pregações, os ensinos são de oferecimento de bênçãos, campanhas várias com os fins mais variados possíveis, são umas cantorias de exaltação ao homem ou falando somente em bênçãos. As pregações de prosperidade tomaram conta do cenário gospel, e muito pouco encontramos da palavra legítima. Difícil encontrar templo que prega sobre arrependimento, conversão, santificação, salvação. Encontramos todos os tipos de pregações emotivas, mas muito pouco a verdade, e os pregadores da verdade do Evangelho de Jesus Cristo, enfrentam templos vazios e o abandono. Não se confrontam os pecadores, ao contrário, prometem bênçãos a estes, não os mandam deixar os pecados, e sim ofertas no altar. Os pregadores da atualidade estão preocupados com o seu bem-estar, com conforto e luxo, e acham que é isso que o Senhor tem que lhes dar, esquecendo que não existe essa promessa para os enviados do Senhor. "E agora, na verdade, sei que todos vós, por quem passei pregando o Reino de Deus, não vereis mais o meu rosto. Portanto, no dia de hoje, vos protesto que estou limpo do sangue de todos." (Atos 20-25-26). Paulo sabia que não mais voltaria ali, sabia que não veria mais aqueles irmãos, e se despedia, mas protestando que, se alguém tivesse alguma coisa contra ele, que falasse, que apresentasse as acusações. Despede-se sabendo que não os veria mais, mas com a confiança, a consciência, a certeza de ter feito o certo, cumprido a sua missão, de ter ensinado o Evangelho de Jesus Cristo. Hoje a preocupação dos pregadores é de viver cada vez mais e melhor, querem dar exemplo de pessoas vencedoras materialmente, fisicamente, mas esquecem que são derrotados espiritualmente. "Porque nunca deixei de vos anunciar todo o conselho de Deus." (Atos 20:27). A nossa pregação, nosso ensino tem que ser sempre o Evangelho de Jesus Cristo, independentemente de as pessoas quererem ouvir ou não, sempre temos que testemunhar a Verdade. Ter a consciência de que lutas, perseguições, aflições, perdas nos aguardam, mas nós continuamos em nossa missão sabendo que a nossa recompensa não está aqui. "Olhai, pois, por vós, e por todo o rebanho sobre que o Espírito Santo vos constituiu bispos, para apascentardes a igreja de Deus, que ele resgatou com seu próprio sangue." (Atos 20:28). O dever dos pastores é tomar conta do rebanho do Senhor, com os ensinamentos e mandamentos do Senhor e não dele mesmo, ou com doutrinas diferentes. "Porque eu sei isto que, depois da minha partida, entrarão no meio de vós lobos cruéis, que não pouparão ao rebanho; E que de entre vós mesmos se levantarão homens que falarão coisas perversas, para atraírem os discípulos após si." (Atos 20:29-30). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
 Um abraço,
 Pr.Henrique 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 27 de junho de 2017

DISTANCIA

"E Simão Pedro e outro discípulo seguiam a Jesus. E este discípulo era conhecido do sumo sacerdote, e entrou com Jesus na sala do sumo sacerdote. E Pedro estava da parte de fora, à porta. Saiu então o outro discípulo que era conhecido do sumo sacerdote, e falou à porteira, levando Pedro para dentro." (João 18:15-16)

         Pedro, o discípulo curioso, questionador, é um dos mais citados na Bíblia por estar sempre junto com Jesus falando, perguntando ou presenciando as ações do Senhor. Pedro, a igreja católica entendeu de falar que ele foi o primeiro papa, o que é uma mentira e sem fundamento bíblico. Esse Pedro, que foi usado várias vezes pelo Espírito Santo para trazer revelações, também foi o mesmo que negou Jesus. Pedro não foi um super-homem, mas alguém como qualquer um de nós, que tem dúvidas e medos, pois vimos que, quando ele viu Jesus andando sobre as águas, teve medo e imaginou ser um fantasma, mas o Senhor se identificou para ele, pediu-lhe para ir ao seu encontro andando também sobre as águas. No primeiro impulso ele foi bem-sucedido, quando estava indo pela fé, mas quando começou a olhar a situação e a lógica humana e percebeu que era impossível andar sobre as águas, começou a afundar, e o Senhor o socorreu. Foi Pedro quem revelou que Jesus era o Cristo, Filho de Deus, e que presenciou a transfiguração e ouviu o Senhor Deus Pai dizer: "Este é meu Filho amado, a Ele ouvi". Pedro foi usado também por satanás para esmorecer Jesus e foi repreendido, quando Jesus disse: "para trás de mim, satanás". Pedro não era convertido, e Jesus lhe disse que, quando ele se convertesse, era para lembrar dos seus irmãos. Esse era o discípulo polêmico, mas abençoado, foi quem, após Jesus ser preso, seguiu-o de longe, e para entrar na casa do sumo sacerdote teve que depender da amizade de João, que era conhecido naquele local e pelos serviçais. João, conhecido como o discípulo amado, vem, busca Pedro e o coloca para dentro, porque Jesus estava lá dentro sendo interrogado e acusado pelos religiosos, em um julgamento ilegal, porque acontecia à noite, e isso não era permitido. "Então a porteira disse a Pedro: Não és tu também dos discípulos deste homem? Disse ele: Não sou." (João 18:17). A mulher que tomava conta da entrada reconheceu ele como discípulo de Jesus, mas ele negou seguir Jesus. Pedro negou ser discípulo de Jesus, assim como tantas pessoas negam o Senhor no trabalho, no colégio, no meio dos amigos, no meio social. Sabemos que ele não era convertido ainda, apesar de andar há três anos com Jesus; de igual maneira são todos os que não assumem o Senhor, e fazem isso porque não são convertidos.
 "Ora, estavam ali os servos e os servidores, que tinham feito brasas, e se aquentavam, porque fazia frio; e com eles estava Pedro, aquentando-se também." (João 18:18).Pedro, agora no pátio do sumo sacerdote, senta-se à roda dos escarnecedores, quando na verdade deveriam estar apartados, separados e em oração. Assim são muitos os que se dizem crentes, evangélicos, gospel, os muitos que frequentam uma igreja, um templo denominacional qualquer uma vez por semana, por mês, mas que vão somente em busca de bênção, de um favor, de uma proteção, e do lado de fora se misturam com todos os pecadores. Quando alguém os questiona se são crentes, geralmente respondem que sim, mas que eles podem fazer o que quiserem, porque não participam dessas doutrinas. E assim estão frequentando bares, boates, motéis, estão adulterando, prostituindo, mentindo e roubando, participando de tudo do qual o Senhor disse para se afastar. As pessoas religiosas estão negando o Senhor dentro dos templos, pois citam o Nome do Senhor, mas fazem tudo o que Ele disse para não fazer. Jesus deu a sua vida por nós, para que tivéssemos vida, mas as pessoas não estão preocupadas com isso, querem somente bênçãos, querem somente ser servidas. Mas Jesus sabe. Ele conhece cada um de nós, e sabe o que pensamos, e por esses pensamentos é que receberemos o nosso galardão. "E o sumo sacerdote interrogou Jesus acerca dos seus discípulos e da sua doutrina. Jesus lhe respondeu: Eu falei abertamente ao mundo; eu sempre ensinei na sinagoga e no templo, onde os judeus sempre se ajuntam, e nada disse em oculto. Para que me perguntas a mim? Pergunta aos que ouviram o que é que lhes ensinei; eis que eles sabem o que eu lhes tenho dito. E, tendo dito isto, um dos servidores que ali estavam, deu uma bofetada em Jesus, dizendo: Assim respondes ao sumo sacerdote? Respondeu-lhe Jesus: Se falei mal, dá testemunho do mal; e, se bem, por que me feres? E Anás mandou-o, maniatado, ao sumo sacerdote Caifás." (João 18:19-24). Jesus estava sendo interrogado, acusado, afrontado, e o seu discípulo Pedro estava se aquecendo no fogo, e dizendo não conhecê-lo. O Filho de Deus estava sendo espancado, ofendido, e Pedro estava dizendo: "não o conheço". Assim somos todos nós que sentamos à roda dos escarnecedores para desfrutar das suas companhias e partilhar dos seus comentários maldosos, dos seus pecados, enquanto Jesus foi à Cruz do Calvário e se deixou crucificar para que tivéssemos vida. Templos, igrejas estão cheios de pessoas negando Jesus, e muitos não se arrependerão, muitos não terão a oportunidade que Pedro teve, e morrerão em seus pecados e irão padecer por toda a eternidade, porque Jesus disse: "aquele que me negar no mundo eu o negarei diante do Pai". Ainda há tempo de se converter, de abandonar a mentira, a hipocrisia e de se render ao Senhor, porque não basta citar o Nome do Senhor nem cantar músicas dizendo que Ele é bom e fiel, não basta orar, nem ir a templos, e muito menos ofertar, é necessário obedecer, é preciso se converter a Ele. "E Simão Pedro estava ali, e aquentava-se. Disseram-lhe, pois: Não és também tu um dos seus discípulos? Ele negou, e disse: Não sou. E um dos servos do sumo sacerdote, parente daquele a quem Pedro cortara a orelha, disse: Não te vi eu no horto com Ele? E Pedro negou outra vez, e logo o galo cantou." (João 18:25-27). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

segunda-feira, 26 de junho de 2017

OS RESSUSCITADOS

"Portanto, se já ressuscitastes com Cristo, buscai as coisas que são de cima, onde Cristo está assentado à destra de Deus." (Colossenses 3:1)

         Se realmente somos cristãos, se realmente somos convertidos ao Senhor, se a nossa vida pertence a Ele, então estamos mortos para o mundo e vivemos como novas pessoas, novas criaturas. A nossa conversão é morrer para o mundo, para a nossa carne, nossa vontade pecaminosa, e ressuscitar como novas pessoas em Cristo Jesus. Quando aceitamos Cristo em nossas vidas e nos submetemos ao batismo, estamos sepultando o velho homem, a velha mulher, e temos que renascer como pessoas novas, com um pensar e agir diferentes, não mais vivendo pela lógica humana, mas nos deixando guiar pelo Senhor. Portanto, é deixar o Senhor nos guiar, só fazendo o que Ele diz que podemos fazer, e jamais fazer o que Ele disse que nos é proibido. Ser guiado pelo espírito é ser guiado pelo Evangelho, pela Palavra, porque muitos pensam que andar em espírito é andar de maneira emocional, sentindo coisas ou arrepios. Se realmente somos convertidos, então os nossos pensamentos têm que ser obrigatoriamente condizentes com as leis do Reino de Deus. Portanto, se falamos que servimos ao Senhor, que somos convertidos, mas vivemos pensando em coisas do mundo, estamos mentindo, e a verdade do Senhor não está em nós. "Pensai nas coisas que são de cima, e não nas que são da terra; Porque já estais mortos, e a vossa vida está escondida com Cristo em Deus." (Colossenses 3:2-3).Se somos convertidos, os nossos pensamentos, desejos estão sempre de acordo com a vontade do Senhor, estão exatamente de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo. Temos que entender que viver em conformidade com Jesus, sendo obedientes, é simplesmente obedecer aos seus preceitos, a suas ordenanças, e as encontramos em sua Palavra, em seu Evangelho. Não podemos dizer que somos salvos, que somos de Cristo, e viver emoções, dizendo que sentimos isto, sentimos aquilo. Nós devemos sentir somente o que a Palavra diz que devemos sentir. Ser espiritual, ser salvo, ser de Jesus é viver o seu Evangelho, que não é deste mundo. Os que estão buscando o Senhor em troca de bênçãos, buscando vitórias várias aqui não são convertidos e nem salvos, porque estão fazendo do Senhor um trampolim para os seus desejos carnais mundanos. Devemos saber que o Senhor não tem compromisso com nada deste mundo e não nos prometeu nada aqui, ao contrário, Ele mesmo disse que aqui teríamos lutas e aflições. Nossa vitória não é aqui, mas com o Senhor, e obteremos vida Nele, aqui estamos peregrinando, quem reina aqui é o diabo.
 "Quando Cristo, que é a nossa vida, se manifestar, então também vós vos manifestareis com Ele em Glória." (Colossenses 3:4). A nossa luta receberá grande recompensa, porque, quando Jesus voltar, nós nos reuniremos com Ele e seremos como Ele, em corpos glorificados, e aí a morte não terá mais nenhum poder sobre nós. Viveremos por toda a eternidade a seu lado, e não mais existirão dor, sofrimento, necessidade alguma, insônia ou qualquer coisa, pois viveremos de maneira farta e abundante por toda a eternidade. Portanto, os sofrimentos, as lutas que travamos aqui não são nada comparados a nossa vitória em Cristo, por isso devemos mortificar a nossa carne, nossa vontade aqui. Temos de abrir os nossos olhos para não cairmos em ciladas de pregadores que prometem o que o Senhor não prometeu, porque no Evangelho de Jesus Cristo, na Bíblia, no Novo Testamento, existe Promessa de vida, e não promessa de qualquer coisa ou prosperidade aqui. A Promessa é de vida e não de outra coisa, mesmo porque Jesus mesmo disse que o príncipe deste mundo é o diabo, aqui é território dele, por isto tantas lutas, sacrifícios e sofrimento, mas, se perseverarmos, venceremos em Jesus. Em nenhum momento Jesus prometeu dar alguma coisa aqui, a não ser vida. Ele mesmo nada teve de material aqui. Devemos perseverar em buscá-lo, e com certeza o seu Maná, que é o seu cuidado, é real em nossas vidas. "Mortificai, pois, os vossos membros, que estão sobre a terra: a fornicação, a impureza, o afeição desordenada, a vil concupiscência, e a avareza, que é idolatria; Pelas quais coisas vem a ira de Deus sobre os filhos da desobediência; Nas quais, também, em outro tempo andastes, quando vivíeis nelas." (Colossenses 3:5-7). Temos de mortificar os nossos membros, ou seja, matar as nossas vontades e desejos carnais que são contrários à Palavra de Deus, permitirmo-nos viver, pensar sempre de acordo com a Palavra de Deus, e reprimir todo o tempo tudo o que não está de acordo com a Palavra. Não permitir desejos mundanos, ira, raiva, revanchismos, desonestidade, ou prostituição, porque quem permite esses sentimentos, essas vontades fluírem em suas vidas, com certeza, não experimentará a vida, ao contrário, padecerá por toda a eternidade na morte eterna. Para que possamos alcançar a Vida, é necessário que morramos aqui, vivermos aqui como mortos para todos os desejos e entendimento, lógica humana. Devemos imitar Jesus, devemos segui-lo, devemos ser realmente seus seguidores, seus discípulos, e não religiosos, pois vivemos somente falando, orando e não praticando. Jesus deixou bem claro que quem o ama é quem guarda, quem vive os seus mandamentos. "Mas agora, despojai-vos também de tudo: da ira, da cólera, da malícia, da maledicência, das palavras torpes da vossa boca. Não mintais uns aos outros, pois que já vos despistes do velho homem com os seus feitos, E vos vestistes do novo, que se renova para o conhecimento, segundo a imagem daquele que o criou; Onde não há grego, nem judeu, circuncisão, nem incircuncisão, bárbaro, cita, servo ou livre; mas Cristo é tudo, e em todos. Revesti-vos, pois, como eleitos de Deus, santos e amados, de entranhas de misericórdia, de benignidade, humildade, mansidão, longanimidade; Suportando-vos uns aos outros, e perdoando-vos uns aos outros, se alguém tiver queixa contra outro; assim como Cristo vos perdoou, assim fazei vós também. E, sobre tudo isto, revesti-vos de amor, que é o vínculo da perfeição. E a paz de Deus, para a qual também fostes chamados em um corpo, domine em vossos corações; e sede agradecidos. A palavra de Cristo habite em vós abundantemente, em toda a sabedoria, ensinando-vos e admoestando-vos uns aos outros, com salmos, hinos e cânticos espirituais, cantando ao Senhor com graça em vosso coração. E, quanto fizerdes por palavras ou por obras, fazei tudo em Nome do Senhor Jesus, dando por Ele graças a Deus Pai." (Colossenses 3:8-17). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

sexta-feira, 23 de junho de 2017

CRUZANDO O LAGO

"E navegaram para a terra dos gadarenos, que está defronte da Galiléia. E, quando desceu para terra, saiu-lhe ao encontro, vindo da cidade, um homem que desde muito tempo estava possesso de demônios, e não andava vestido, nem habitava em qualquer casa, mas nos sepulcros." (Lucas 8:26-27)

         Jesus, depois de uma série de ensinamentos, entrou no barco juntamente com os seus discípulos para atravessar o lago de Genesaré, em direção a Gandara. Como estava cansado, Ele cochilou no barco, dormiu, porque Ele estava na sua forma carnal, e assim sentia as mesmas coisas, emoções e necessidades que qualquer um de nós. Por isso Ele foi vencedor, Ele venceu na carne, sofreu todas as tentações, mas não caiu, não errou, não pecou, não se permitiu ser seduzido pelos desejos carnais. Quando estava dormindo, os seus discípulos, com medo de o barco afundar - porque sobreveio uma tempestade - o acordaram, e Ele simplesmente repreendeu o mar e tudo se acalmou, e assim atravessaram tranquilamente o mar de Tiberíades, que é o mesmo lago de Genesaré. Jesus estava no seu estado como humano, mas era guiado e dirigido por Deus, porque era obediente ao Pai. Jesus atravessou o lago com o objetivo de salvar uma pessoa que vivia possessa e em trevas. Jesus busca todos os que estão em trevas, que estão aprisionados pelo adversário. Ele quer libertar todos, e para que essas pessoas sejam libertas, só é preciso elas quererem, desejarem. Veremos que somente uma pessoa aceitou Jesus em Gandara, todo o resto da população expulsou Jesus do seu território. Assim são muitos pelo mundo afora, porque falar em seu Nome é comum, mas as pessoas não querem abandonar os seus pecados, seus erros, e sabemos que quem ama o mundo não ama Cristo. Esse homem endemoniado veio correndo até Jesus, esse que vivia no sepulcro, malvestido, rasgado, com o corpo ferido, sujo e gritando, assim como são tantos que vemos pelas ruas, e simplesmente fugimos, nos escondemos deles. Não nos preocupamos em ajudá-los, em libertá-los, somente queremos fugir deles. Temos nojo, não oramos e nem expulsamos os demônios que fazem eles estarem naquela situação. "E, quando viu a Jesus, prostrou-se diante Dele, exclamando, e dizendo com grande voz: Que tenho eu contigo, Jesus, Filho do Deus Altíssimo? Peço-te que não me atormentes." (Lucas 8:28). Os demônios têm medo de Jesus, porque sabem que, quando o Senhor dá a ordem, eles têm que obedecer. Os demônios têm medo de Jesus, porque sabem que Ele é o Senhor, e quando é usado o Seu Nome, quando falamos no Nome Dele, eles têm que obedecer, porque os demônios só obedecem a Jesus; assim, quando falamos com autoridade em Nome de Jesus, eles obedecem imediatamente.
 "Porque tinha ordenado ao espírito imundo que saísse daquele homem; pois já havia muito tempo que o arrebatava. E guardavam no preso, com grilhões e cadeias; mas, quebrando as prisões, era impelido pelo demônio para os desertos." (Lucas 8:29). Devemos saber que todos os demônios sem exceção obedecem somente a Jesus; assim, quando usamos o seu Nome com autoridade, quando estamos revestidos Dele, com certeza os demônios, por mais fortes que sejam, eles têm que sair, porque não é por nós, mas por causa do Nome de Jesus que eles saem, eles obedecem. Mas se mandamos e os demônios estão resistindo, é necessário nos examinar, porque o Senhor não está em nós, estamos em erro, em pecado, estamos sem santificação, estamos sem Jesus. Neste caso, é perigoso tentar dar ordem para os demônios, porque eles podem se voltar contra nós e causar estragos. Para agir em Nome do Senhor, devemos estar agindo, vivendo, em conformidade com Ele, com a sua Palavra, seu Evangelho, porque somente assim Ele estará em nós. Não existem demônios que resistam ao Nome de Jesus, que resistam à ordem dada por Ele. Temos que entender que, quando usamos o Nome do Senhor, é a mesma coisa que Ele, é como quando damos uma procuração para um advogado falar em nosso nome, para nos representar, e ele pode fazer qualquer coisa em nosso lugar. Assim também, quando estamos vivendo de acordo com o Evangelho de Jesus Cristo, temos essa procuração e podemos falar em seu Nome. "E perguntou-lhe Jesus, dizendo: Qual é o teu nome? E ele disse: Legião; porque tinham entrado nele muitos demônios. E rogavam-lhe que os não mandasse para o abismo. E andava ali pastando no monte uma vara de muitos porcos; e rogaram-lhe que lhes concedesse entrar neles; e concedeu-lho." (Lucas 8:30-32). Jesus sabia quem eram os demônios e quantos eram, mas perguntou exatamente para que todos ouvissem, para que soubessem, para nos dar ensinamentos, para que soubéssemos que uma pessoa pode ser habitação de 6.000 demônios, espíritos malignos. Na Bíblia, a palavra legião aparece no Segundo Testamento ou Novo Testamento referindo-se a demônios. A palavra legião é a designação da maior divisão do exército romano, com aproximadamente 6.000 soldados de infantaria e 120 soldados de cavalaria, e ainda tropas auxiliares para serviços especiais. Ou seja, um grande número de soldados que mostrava o poderio militar de Roma. Assim, sabemos que uma pessoa pode ter ações e comportamentos contraditórios, porque estão possessas por grande quantidade de demônios. "E, tendo saído os demônios do homem, entraram nos porcos, e a manada precipitou-se de um despenhadeiro no lago, e afogou-se. E aqueles que os guardavam, vendo o que acontecera, fugiram, e foram anunciá-lo na cidade e nos campos." (Lucas 8:33-34). Também aprendemos com esse ensinamento de Jesus que os demônios podem habitar em animais, assim como esses demônios entraram nos porcos, podem também entrar em qualquer animal. Muitas vezes, ao notarmos comportamento estranho em alguns animais, é necessário observar, pois pode ser que estejam endemoniados, e isto tem a ver com os seus donos. Da mesma maneira, crianças não pecam, mas podem estar endemoniadas em virtude do comportamento dos seus pais. Os filhos são atingidos diretamente pelas nossas ações, assim como os animais; tudo é consequência do pecado. Só existe salvação, libertação em Jesus, e, para que o tenhamos, basta obedecer-lhe. "E saíram a ver o que tinha acontecido, e vieram ter com Jesus. Acharam então o homem, de quem haviam saído os demônios, vestido, e em seu juízo, assentado aos pés de Jesus; e temeram. E os que tinham visto contaram-lhes também como fora salvo aquele endemoninhado. E toda a multidão da terra dos gadarenos ao redor lhe rogou que se retirasse deles; porque estavam possuídos de grande temor. E entrando Ele no barco, voltou. E aquele homem, de quem haviam saído os demônios, rogou-lhe que o deixasse estar com Ele; mas Jesus o despediu, dizendo: Torna para tua casa, e conta quão grandes coisas te fez Deus. E ele foi apregoando por toda a cidade quão grandes coisas Jesus lhe tinha feito." (Lucas 8:35-39). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

quinta-feira, 22 de junho de 2017

AS TRADIÇÕES.

"Então chegaram ao pé de Jesus uns escribas e fariseus de Jerusalém, dizendo: Por que transgridem os teus discípulos a tradição dos anciãos? Pois não lavam as mãos quando comem pão." (Mateus 15:1-2)

 Jesus foi sistematicamente questionado pelos escribas, pelos fariseus, pelos religiosos de uma forma geral. Mas a maioria dos questionamentos deles não tinha base na Palavra de Deus, eram, na verdade, doutrinas e preceitos, costumes e tradições. São costumes e hábitos nos quais com o tempo as pessoas passam a acreditar como se fossem uma determinação do Senhor. Exemplo é que, atualmente, muitos pensam que existe uma determinação bíblica para que as mulheres usem somente saias, ou que não usem maquiagens, que a Santa Ceia tem que ser servida uma vez ao mês, e que mulher pode ser pastora. Infelizmente, existem muitas crendices, muito engano e mentira, que fazem com que pessoas se transformem em religiosas e não em discípulas de Jesus. Não existia uma determinação do Senhor para que se lavasse as mãos antes das refeições, isto era uma tradição, um costume dos judeus na época, em que acreditavam como se fosse uma determinação do Senhor. Não estamos dizendo que é errado lavar as mãos antes das refeições, muito pelo contrário, é uma questão de higiene, de saúde, mas não existe essa determinação por parte do Senhor. Não podemos misturar, confundir, porque o Senhor nos deu sabedoria e discernimento para sabermos o que é certo e o que é errado, o que devemos fazer e o que não podemos fazer. "Ele, porém, respondendo, disse-lhes: Por que transgredis vós, também, o mandamento de Deus pela vossa tradição? Porque Deus ordenou, dizendo: Honra a teu pai e a tua mãe; e: Quem maldisser ao pai ou à mãe, certamente morrerá." (Mateus 15:3-4). Muitas pessoas entendem que devem agir de determinada maneira, esquecendo-se de avaliar de acordo com a Palavra de Deus, e assim, muitas vezes, atendem à vontade, ao desejo do seu coração e rejeitam a Palavra de Deus. Jesus mostrou-lhes que sempre estavam rejeitando a Palavra de Deus para atender ao desejo próprio, à ganância. Assim, vemos em templos denominacionais pregadores ensinarem a desafiar Deus, a exigir, a determinar a bênção, e todos assim procedem como se fosse a Palavra de Deus. Não percebem que com essa atitude estão indo frontalmente contra a Palavra de Deus, assim como a criação de campanhas para isso e para aquilo, os jejuns com a finalidade de alcançar bênçãos. Isto fazem porque não pesquisam, não meditam na Palavra de Deus, porque, se assim fosse, saberiam que a função de Jesus é somente para crescimento e evolução espiritual.
 "Mas vós dizeis: Qualquer que disser ao pai ou à mãe: É oferta ao Senhor o que poderias aproveitar de mim; esse não precisa honrar nem a seu pai nem a sua mãe, e assim invalidastes, pela vossa tradição, o mandamento de Deus." (Mateus 15:5-6). Assim como esses fariseus, esses religiosos estavam preocupados em criticar, em acusar Jesus, não observando os seus próprios erros, e fazem igual ou pior dentro dos templos modernos. Eles falavam de um dos seus costumes, mas não cumpriam a Palavra de Deus, eles a distorciam em benefício próprio, porque Deus determinou que todos deveriam honrar pai e mãe, isto é, ajudar a sustentar, manter e cuidar dos seus pais quando idosos e quando necessitarem. É obrigação dos filhos sustentarem, manterem os seus pais na velhice quando eles não tiverem condições, isto é, cuidarem de tudo. É mandamento de Deus, e o primeiro com promessa, ou seja, para que vivam muitos anos sobre a face da terra. Mas esses religiosos criaram desculpas para não darem nada aos seus pais, para fugirem das suas responsabilidades, pois faziam uma espécie de oferta ao Senhor, da qual somente eles poderiam usufruir. Esses religiosos faziam o que muitos fazem hoje, porque simplesmente distorciam a Palavra de Deus em benefício próprio. Assim também vemos líderes de denominações pedirem e exigirem ofertas com a promessa de que Deus irá multiplicar, dará em dobro, ou qualquer coisa neste sentido. Mas não existe na Palavra de Deus essa promessa para ninguém. "Hipócritas, bem profetizou Isaías a vosso respeito, dizendo: Este povo se aproxima de mim com a sua boca e me honra com os seus lábios, mas o seu coração está longe de mim. Mas, em vão me adoram, ensinando doutrinas que são preceitos dos homens." (Mateus 15:7-9). Os povos vão a templos denominacionais, a igrejas várias, vestem-se como religiosos, mas não conhecem a Palavra de Deus. São pessoas que gostam de cantar - digo cantar porque a maioria do que vemos sendo entoado nos templos não são louvores, e sim músicas, letras que enaltecem o homem, e uma demorada pedição de bênção. Quase não se ouvem mais louvores ao Senhor, em que a letra seja somente para louvar, exaltar e glorificar o Nome do Senhor. Pessoas vão a templos e choram, rezam - porque não podemos falar que é oração, uma vez que tudo não passa de repetições de pedidos. Essas pessoas não conhecem a Palavra de Deus e vivem uma tradição religiosa e evangélica, gospel, mas que nada tem a ver com o Senhor. São religiosos, mas vivem em pecados que querem justificar alegando que o Senhor permite e concorda com eles. Os religiosos, os frequentadores de templos precisam urgentemente de se converter a Jesus, abandonar o erro para que possam alcançar a vida eterna. "E, chamando a si a multidão, disse-lhes: Ouvi, e entendei: O que contamina o homem não é o que entra na boca, mas o que sai da boca, isso é o que contamina o homem. Então, acercando-se dele os seus discípulos, disseram-lhe: Sabes que os fariseus, ouvindo essas palavras, se escandalizaram? Ele, porém, respondendo, disse: Toda a planta, que meu Pai celestial não plantou, será arrancada. Deixai-os; são cegos condutores de cegos. Ora, se um cego guiar outro cego, ambos cairão na cova. E Pedro, tomando a palavra, disse-lhe: Explica-nos essa parábola. Jesus, porém, disse: Até vós mesmos estais ainda sem entender? Ainda não compreendeis que tudo o que entra pela boca desce para o ventre, e é lançado fora? Mas, o que sai da boca, procede do coração, e isso contamina o homem. Porque do coração procedem os maus pensamentos, mortes, adultérios, fornicação, furtos, falsos testemunhos e blasfêmias. São estas coisas que contaminam o homem; mas comer sem lavar as mãos, isso não contamina o homem." (Mateus 15:10-20). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr.Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração. 

terça-feira, 20 de junho de 2017

ISTO É AMAR

"Se me amais, guardai os meus mandamentos. E eu rogarei ao Pai, e Ele vos dará outro Consolador, para que fique convosco para sempre; O Espírito de verdade, que o mundo não pode receber, porque não o vê nem o conhece; mas vós o conheceis, porque habita convosco, e estará em vós." (João 14:15-17)

         Jesus sempre fez questão de mostrar que tipo de amor devemos dedicar a Ele, porque a única demonstração desse sentimento para com Ele é a obediência. Se o amamos, então guardamos os seus mandamentos; se o amamos, obedecemos a sua Palavra, praticamos o seu Evangelho, a única doutrina que aceitamos é a Dele. Só temos parte Nele, só vivemos em plena comunhão com Ele, com o seu Espírito, só temos o Consolador em nossas vidas quando estamos vivendo em obediência aos seus preceitos. Mas ter o Consolador, viver em Comunhão, ter o Espírito Santo de Deus não é uma demonstração emocional, nem falarmos em línguas, nem pular, dançar, e muito menos ficar horas orando. Não é sermos beatos, viver em montes, templos, fazendo reuniões, é simplesmente viver na prática do Evangelho. A maioria, o mundo não o conhece e procura apresentá-lo de maneira totalmente contrária ao Evangelho de Jesus Cristo. Entendemos isso porque a própria Palavra, o Senhor Jesus, nos fala que o mundo não pode recebê-lo e nem conhecê-lo. Mas o Espírito Santo habita em todos os que vivem e praticam a Palavra de Deus, o Consolador é somente para quem guarda os mandamentos do Senhor. Temos que entender que sem obediência não existe Jesus, não existe Evangelho, não existe Salvação, porque a nossa vida está em Jesus, e para a desfrutarmos, para a recebermos, devemos ser obedientes a Ele. "Não vos deixarei órfãos; voltarei para vós. Ainda um pouco, e o mundo não me verá mais, mas vós me vereis; porque eu vivo, e vós vivereis. Naquele dia conhecereis que estou em meu Pai, e vós em mim, e eu em vós." (João 14:18-20) Jesus morreu na Cruz do Calvário, mas não nos abandonou, não nos deixou sós. Ele voltou e vive em todos os que o temem, todos os que lhe obedecem, todos os que vivem segundo seus preceitos e ordenanças. Quando vivemos segundo os seus preceitos, Jesus está vivo em nós, e temos o mesmo Poder que Ele tinha quando estava aqui na carne. Mas é necessário saber que tudo gira em torno da obediência a Ele.
 "Aquele que tem os meus mandamentos e os guarda esse é o que me ama; e aquele que me ama será amado de meu Pai, e eu o amarei, e me manifestarei a ele." (João 14:21).Aquele que tem os mandamentos, aquele que vive de acordo com as determinações Dele, aquele que não acrescenta e nem diminui nada da Palavra, aquele que não busca amenizar a Palavra, mas faz questão de vivê-la na íntegra, aquele que faz questão de viver a doutrina de Jesus, esse é quem o ama, esse é o amor verdadeiro demonstrado a Jesus. Sempre fazemos questão de lembrar que não é por citar ou falar que ama Jesus que Ele acreditará, receberá, entenderá como amor. A única maneira de Ele receber, compreender o nosso amor por Ele é quando vivemos em obediência a Ele, ao seu Evangelho. Quando vivemos a sua Palavra, Ele então nos ama, portanto, sabemos que Jesus só ama quem lhe é obediente; os rebeldes não desfrutam do seu amor. Quem obedece, pratica os seus mandamentos é amado por Ele e também pelo seu Pai; assim a obediência faz com que Deus Pai e Deus Filho nos amem. E mais: Jesus se manifesta em nossas vidas, portanto quem obedece a Jesus é amado por Deus Pai, por Deus Filho, tem o Espírito Santo, e Jesus se manifesta. Quando Jesus está se manifestando em nossas vidas, somos mais do que vitoriosos, nada nos é impossível, porque não somos nós que fazemos nada, Ele que vive em nós. "Disse-lhe Judas (não o Iscariotes): Senhor, de onde vem que te hás de manifestar a nós, e não ao mundo? Jesus respondeu, e disse-lhe: Se alguém me ama, guardará a minha Palavra, e meu Pai o amará, e viremos para ele, e faremos nele morada." (João 14:22-23). Veja que Jesus repete, insiste em dizer que quem o ama guarda a sua Palavra, e o fato é que logo Ele apresenta a recompensa, que é saber que Ele habita em nós. Portanto, sabemos que quem vive o seu Evangelho, pratica as suas ordenanças tem o seu amor, o amor do Pai, que viverá em nós. Imagina a maravilhosa revelação do Senhor para nós, pois Ele está afirmando que, se obedecermos a Ele, Deus Pai fará morada em nós, viverá em nós. Imagina o Poder dentro de nós, e isso está ao alcance de todos, basta amar o Senhor, basta crer em sua Palavra. Podemos ser morada de Deus, podemos ser residência de Jesus se lhe obedecermos, se guardarmos a sua Palavra, e assim seremos mais do que vencedores Nele. "Quem não me ama não guarda as minhas palavras; ora, a Palavra que ouvistes não é minha, mas do Pai que me enviou. Tenho-vos dito isto, estando convosco." (João 14:24-25). Ele mesmo disse que quem não o ama não guarda as suas Palavras, portanto sabemos que quem vive em desobediências, em pecados, em rebeldia a sua Palavra não o ama. Não importa o quanto diz que o ama, quanto vai a templos ou ora, mas se estiver em pecados, não importa qual seja, o amor de Deus Pai não está nele, nem o amor do Filho. É Jesus quem diz que os que não lhe obedecem, não o amam e, consequentemente, não o têm. Só existe uma maneira de amar Jesus e desfrutar de vida e poder, é pela obediência aos seus preceitos. "Mas aquele Consolador, o Espírito Santo, que o Pai enviará em meu Nome, esse vos ensinará todas as coisas, e vos fará lembrar de tudo quanto vos tenho dito. Deixo-vos a paz, a minha paz vos dou; não vo-la dou como o mundo a dá. Não se turbe o vosso coração, nem se atemorize. Ouvistes que eu vos disse: Vou, e venho para vós. Se me amásseis, certamente exultaríeis porque eu disse: Vou para o Pai; porque meu Pai é maior do que eu. Eu vo-lo disse agora antes que aconteça, para que, quando acontecer, vós acrediteis. Já não falarei muito convosco, porque se aproxima o príncipe deste mundo, e nada tem em mim; mas é para que o mundo saiba que eu amo o Pai, e que faço como o Pai me mandou. Levantai-vos, vamo-nos daqui." (João 14:26-31). 
Leiam e pratiquem a Bíblia. Que Deus os abençoe.
Um abraço,
Pr. Henrique Lino 
Se voce está passando por problemas na sua vida espiritual, familiar, profissional, sentimental, com filhos em situação de risco, envolvimento com drogas,  ou em processo de separação, divorcio, traído(a) abandonado(a) entre em contato conosco.O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus está a sua disposição para aconselhamento, oração, e interseção e orientação, e cobertura espiritual. Visitem nosso site www.atalaiadedeus.com.br - O Ministério Atalaia do Evangelho de Deus tem como objetivo levar a Palavra de Deus. Trabalha voluntariamente com assistência as famílias, para restaurar casamentos e orientação espiritual a todo aquele que necessita de uma Palavra de cura, salvação e libertação. Esse Ministério tem obedecido ao chamado do Senhor, venha fazer parte desse trabalho com sua oração.